fbpx

Três Pontos – Tensão Pré Rompimento de Barragem

Qualquer consulta que você fizer na internet hoje vai notar que os índices de stress em todo planeta cresceram de forma preocupante. Não bastasse essa preocupação, nós temos uma mais complicada.

AS TENSÕES E SENSAÇÕES DA ESPERA PELO DESASTRE

1 – Segundo país em numero de stress

Os níveis de stress do brasileiro já é um detalhe que precisa de muito cuidado.

As causas são muito variadas com  questões individuais que não permite classificar as origens em grupos ou qualquer outra classificação. Os malefícios são conhecidos e catalogados em pelo menos três fases:

Leve – quando atinge a pessoa de forma pontual, ou seja, em algumas situações do seu cotidiano;

Média – quando a sua condição de estressado atrapalha o seu dia a dia e principalmente sua interação em todos os tipos de relações, afetando também algumas condições fisiológicas, como enxaqueca entre outras.

Grave – quando afeta profundamente as relações pessoais, agravadas por doenças psicossomáticas em estágios preocupantes.

Essa classificação não é oficial e nem tem a pretensão de balizar os níveis em que a saúde emocional pode te afetar. Apenas para que de forma geral, as pessoas possam entender que deixar o stress tomar conta de você, faz mal, causa problemas, deve ser encarado seriamente.

Vamos juntar isto a falta de cuidado com a saúde emocional, que nunca fez parte da cultura de nosso povo. Nem cabe discutir os motivos, mas cabe o incentivo aos cuidados, assim como campanha de vacinações, são necessárias ações de informação e esclarecimento de forma geral.

2 – O medo de perder tudo

Este medo é muito comum em todo ser humano. Principalmente naquelas pessoas como eu e você que tiveram que trabalhar para conquistar cada coisinha que tem dentro de casa. Nada grandioso, sem glamour, não dá pra ostentar, mas é nosso. Foi tudo com trabalho e suor.

São vitórias do dia a dia que possibilitou comprar, parar a prazo, financiado, e ainda está pagando.

Apego material? Sim claro. Faz parte do ser humano as coisas que ele possui. E somente ele sabe o valor que cada coisa tem pra ele.

Medo pela vida? Sim claro. Todos temos medo de perder a nossa vida. Acidentes, uma doença grave, algo fora do nosso controle que venha ceifar a nossa existência de uma hora para outra.

Medos normais, que fazem parte do dia a dia e cada um lida do seu jeito com isto. Até mesmo aqueles que privam pela negação exprimida na frase: Não tenho medo da morte.

Como não somos capazes de prever o dia final ou a quantidade de posses que teremos, o sucesso de nossas empreitadas, o cuidado com o que temos e a prevenção de nossa vida, é muito normal. Sabemos que isto vai acontecer, mas não sabemos como e nem quando.

Agora imagine quando saberá como vai acontecer, e que será a qualquer instante.

3 – Tensão pré rompimento de barragem

É difícil assimilar o que as pessoas estão passando neste momento. O que pose estar passando pela cabeça de uma pessoa que sabe que irá perder tudo a qualquer momento.

Atendimentos psicológicos estão sendo providenciados, mas mesmo assim aconteceram duas ocorrências de suicídio.

O nível de tensão destas pessoas que tiraram suas próprias vida, com certeza foi ao limite do suportável.

É inimaginável as sensações e tensões que uma pessoa pode sofrer, em cada disparo de sirene, mesmo em um treinamento como está sendo feito.

Esta tensão pré rompimento, pode atingir niveis extremos de nervosismo, ansiedade, pânico e toda manifestação de temor que nosso corpo e mente podem suportar.

Sem esquecer do stress pós trauma que virá para estas pessoas, e que é uma realidade aquelas que sobreviveram nas outras fatalidades que já aconteceram.

Tem que dar muito apoio a estas pessoas, por que presumir que irão superar facilmente, é mera especulação. Só quem passou para medir o estrago.

Força.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *