fbpx

Justiça tarda mas não falha?

Tempos atrás, ainda quando estávamos no início da campanha eleitoral,  escrevi aqui sobre a grande possibilidade de o mandato do prefeito de Cotia Rogério Franco ser cassado pela Justiça Eleitoral, fato que aconteceu, alguns dias antes de Rogério Franco ter sido reeleito para seu segundo mandato, com vitória apertada devido a esse fato.

Eles [Rogério e seu vice Almir Rodrigues] junto com o ex-prefeito Carlão Camargo, foram condenados por abuso de poder político e econômico na campanha de 2016.

Nos links abaixo você consegue entender melhor tudo isso:

– Tudo como dantes no quartel de Abrantes

– Expectativa x realidade: segundo round de julgamento de cassação de Rogério e Almir

 – Rogério Franco é reeleito com vitória apertada

A culpa foi da Justiça.

Como todo mundo sabe, a ação que pedia a cassação do mandato de Rogério Franco e Almir Rodrigues tramita desde o inicio de 2017. E na verdade ainda não terminou. Prefeito e vice foram obrigados pela Justiça a deixarem seus cargos, mas a decisão ainda cabe recurso no TSE e STF. Mas nem terá tempo hábil para ser julgado, os mandatos terminam em exatos 15 dias (hoje é dia 16 de dezembro). E Rogério Franco (PSD), agora ao lado e Ângela Maluf (PV) tomará posse.

A decisão de tirar o prefeito e vice de seus cargos deixou a cidade em chamas na última semana, um alvoroço danado nas redes sociais, no telefone, no whatsApp. “Fla x Flu” perdeu feio para a guerra das torcidas por aqui. Muita desinformação e muita paixão.  Quem já se apaixonou alguma vez na vida deve saber que paixão é cega, surda e BURRA.

Desnecessário entrar em detalhes sobre os apaixonados de plantão. Capaz de eu ser taxada de “coração peludo”, de insensível, mal amada…

A boa notícia é que paixão passa. E pode se transformar em amor ou em ódio. Na pior, ou na melhor das hipóteses, pode virar uma “amizade colorida”, aquelas que ninguém admite oficialmente que quer ficar junto, mas estão e só não sabe quem não quer.

O fato é que sim, Rogério Franco e Almir Rodrigues foram cassados e perderam seus mandatos.

O outro fato é que Rogério Franco não perdeu seus direitos políticos e vai sim tomar posse no próximo dia 1º de janeiro.

Na terça-feira (15) o presidente da Câmara Castor Andrade assumiu a prefeitura e isso nada vai mudar na rotina da cidade, primeiro porque Castor é aliado de Franco. Segundo porque em 15 dias pouco se pode fazer.

Rogério Franco se pronunciou sobre o fato também na terça-feira em sua página pessoal e abriu o discurso dizendo que sofreu uma perseguição política. E que “justiça tem dessas coisas”. Assista.

Na minha humilde opinião, não de conselheira amorosa, mas de cidadã pagadora dos impostos (tô devendo alguns mas vou pagar rsrs) a culpa é da Justiça Eleitoral que tinha todos os elementos para ter resolvido essa celeuma há muito tempo atrás. Mas fez todo mundo de tonto. Que sentido tem cassar um mandato quando ele já foi inteiro cumprido?

Foi feito a Justiça?  E agora, quem poderá nos defender?

E antes que alguém responda “chama o Chapolim”, vale lembrar que nesses casos, a melhor decisão é o voto popular, a urna. E o resultado da Eleição já sabemos.

Antes de clamar por Justiça, vote.

É vida que segue. Boas férias Rógerio Franco.

Feliz 2021.

Comentários

1 comentários em “Justiça tarda mas não falha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *