Livro analisa o jornalismo na teoria e na prática

Está disponível para download gratuito o livro Iniciação aos Estudos de Jornalismo, do professor Dennis de Oliveira, da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP. Lançado pela Editora Abya Yala, o livro apresenta conceitos fundamentais da prática jornalística sem se utilizar de termos complexos e situa o leitor em questões contemporâneas, como a crise de desinformação e as fake news.

A obra conta com um breve prefácio do também professor da ECA Luciano Maluly. Nele, Maluly destaca que o livro de Oliveira é mais do que apenas um tratado teórico. “Pensei que se tratava de mais um daqueles manuais fechados sobre redação e estilo, mas logo nas primeiras linhas percebi que a obra detalha uma abordagem contemporânea sobre o jornalismo e a democracia na América Latina”, escreve o professor no prefácio.

Essa ligação entre jornalismo e o funcionamento da democracia é tema recorrente no texto. Ao mesmo tempo em que apresenta os conceitos básicos da produção de conteúdo jornalístico, Oliveira enfatiza constantemente o quanto essa atividade é crucial para o correto funcionamento do sistema democrático e de suas instituições. “Não é à toa que a prática do jornalismo está no mesmo diapasão que ideias como liberdade, cidadania, interesse público, democracia. E também não é à toa que todas as tentativas de instauração de sistemas autoritários sempre têm no controle do jornalismo uma das suas principais medidas”, afirma Oliveira no livro.

Iniciação aos Estudos de Jornalismo oferece uma visão atualizada da atividade jornalística, despindo-a de clichês e demonstrando os reais processos de criação da notícia. O conceito de valor da notícia, o processo de concepção da pauta, a captação, a redação e a edição são alguns aspectos do jornalismo explicados em detalhes por Oliveira.

Jornalismo é percepção apurada, capacidade de selecionar, hierarquizar, sintetizar e transmitir de forma a alertar para que nossa condição de ser cidadão nunca seja esquecida.”

O  livro faz com que o leitor sinta como se tivesse nas mãos o conteúdo de uma disciplina do curso de Jornalismo da ECA. Análises de reportagens, matérias e manchetes recentes, de sua estrutura e ideologia implícita demonstram a teoria que Dennis descreve ao longo da obra. Com linguagem simples e acessível ao público leigo, o texto é rico em  referências teóricas, utilizando-se de conceitos de pensadores como o filósofo genebrino Jean-Jacques Rousseau e o pensador alemão Jürgen Habermas, além do sociólogo peruano Aníbal Quijano, do escritor colombiano Gabriel García Márquez, do educador brasileiro Paulo Freire e da antropóloga da USP Lilia Schwarcz. Também não faltam citações de obras de referência no estudo da comunicação no Brasil, de autoria de pesquisadores como Cremilda Medina, Eugênio Bucci e Ciro Marcondes Filho – os três da ECA.

O professor Dennis de Oliveira, da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP – Foto: Arquivo pessoal

A ética jornalística é um dos temas mais aprofundados no livro de Oliveira, presente em praticamente todos os capítulos da obra. Alguns termos que talvez soem como sinônimos de ética jornalística, como imparcialidade e objetividade, são questionados. Questões fundamentais para os jornalistas são abordadas na obra e explicadas de forma direta, entre elas: o que um jornalista precisa para ser ético? Na hora de falar com as fontes, quem deve ter direito de falar? Ao entrevistar, como devem ser tratadas essas fontes? Afinal, qual o lugar da opinião no jornalismo?

Oliveira tem uma abordagem clara quanto à atuação do repórter, como indicado pelo título do último capítulo do livro: “Lugar de jornalista é na rua!”. O professor reconhece que os novos recursos proporcionados pela comunicação móvel e pela internet, como as redes sociais e as plataformas de mídia digital e audiovisual, são de grande valor para a atividade do jornalista, que agora depende menos da mídia empresarial para propagar informação, mas ele questiona as limitações humanas que impõem. “Como fazer uma confrontação desencarnada com a realidade ficando isolado nos gabinetes, achando que via internet pode se conhecer a realidade?”

Para evitar esse jornalismo distante da realidade, Oliveira adverte: “Andar de ônibus, metrô, trem, ir à feira, passear na praça são práticas que deveriam ser feitas por todo jornalista. Frequentar lugares onde a população se reúne, nos estádios de futebol, nos bares, nos parques. Enfim, andar pelas ruas e não se contaminar com o circuito dos gabinetes que tanto seduz a nós, jornalistas”.

Há 15 anos, Oliveira se encarrega do jornal-laboratório Notícias do Jardim São Remo, produzido por alunos de uma das disciplinas do curso de Jornalismo da ECA. A disciplina consiste na produção de um jornal comunitário para a  comunidade São Remo, vizinha à Cidade Universitária, em São Paulo. Experiência que se reflete em Iniciação aos Estudos de Jornalismo, como revela o professor: “Este livro não é mais uma obra de teoria do jornalismo, mas uma síntese das minhas conversas com meus alunos nas aulas de Iniciação ao Jornalismo. Os primeiros toques para quem quer ser jornalista ou saber mais sobre jornalismo”.

O livro Iniciação aos Estudos de Jornalismo, do professor Dennis de Oliveira, está disponível gratuitamente na versão on-line e também pode ser comprado na versão impressa neste link.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *