Eleições 2020: Com fim do prazo para convenções candidaturas estão definidas em Cotia

O prefeito de Cotia Rogério Franco (PSD) foi o primeiro a registrar sua candidatura a reeleição junto ao TRE-SP. O sistema de divulgação de candidaturas, o DivulgaCandContas já está disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Desenvolvida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a ferramenta permite consultar as candidaturas por município e cargo, acessar informações detalhadas sobre a situação dos candidatos que pediram registro de candidatura, bem como todos os dados declarados à Justiça Eleitoral, inclusive informações relativas às prestações de contas dos concorrentes.

Até as 23h desta quarta-feira (16), o DivulgaCandContas 2020 dispunha de informações sobre 20.440 pedidos de registro de candidatura, sendo 18.367 de candidatos a vereador, 1036 de prefeito e 1037 de vice-prefeito. Em Cotia além da candidatura de Rogério Franco e Angela Maluf ao cargo de prefeito e vice, constava a lista com 140 candidaturas de vereadores e vereadores da coligagação “Cotia no Rumo Certo, formado pelos partidos PSD / PODE / DEM / REPUBLICANOS / PMN / SOLIDARIEDADE / MDB / PATRIOTA / PV / PL. O limite de gastos previstos para a campanha de Franco é de R$ 975,3 mil.

Acesso

O sistema é disponibilizado na internet para todos os cidadãos. Para acessá-lo, não há necessidade de cadastro prévio ou autenticação de usuário. O acesso é simples e pode ser feito com apenas alguns cliques. Basta clicar divulgacandcontas.tse.jus.br e selecionar a unidade da Federação no mapa ou a sigla do estado a ser consultado.

Na página principal do sistema, o interessado encontrará o quantitativo total de candidaturas e os candidatos por cargo (prefeito, vice-prefeito e vereador). No mapa do Brasil, é possível filtrar a pesquisa clicando na unidade da Federação e depois no cargo desejado. Em seguida, aparecerá uma lista com todos os políticos que concorrem ao cargo no estado.

Selecionado o nome do candidato, é possível obter informações sobre o seu número, partido, composição da coligação que o apoia (se for o caso), nome que usará na urna, grau de instrução, ocupação, site do candidato, limite de gasto de campanha, proposta de governo, descrição e valores dos bens que possui, além de eventuais registros criminais. Também é possível acompanhar a situação do pedido de registro e eleições anteriores das quais o candidato tenha participado.

Record de candidaturas

Com o fim do prazo de realização de convenções partidárias, na quarta-feira (16), já se tem definido quem serão os oponentes do atual prefeito nas urnas. E essa deve ser uma das campanhas com maior número de candidatos a Prefeito da cidade, um total de 6 candidaturas.

O principal oponente de Rogério Franco deve ser o bacharel em Direito Wellington Formiga (PSB) ao lado do empresário do setor de Transporte Adilson Lima (PSC).

Marcel Muscat, diretor da Rádio Max FM e advogado do PSL ex-partido do presidente Bolsonaro também já se apresentou e seguindo a tradição do partido de extrema direita  escolheu um militar para o cargo de vice-prefeito, o Sargento Oliveirinha.

Essa também será a eleição com mais mulheres na disputa na chapa majoritária, no cargo de vice-prefeita. O também advogado Silvio Cabral, do Psol se uniu a Maria Regina (PCdoB). E o PT que perdeu a posição de maior oponente do governo quando se juntou a ele nas eleições passadas, inclusive com vários militantes ocupando cargos de confiança, disputará a eleição rachado, com o mestre de obras Zé do Boné na disputa pela prefeitura ao lado de Érica Moraes.

O último a se apresentar como pretende à vaga de prefeito e nesse caso vai disputar seu terceiro mandato foi Quinzinho Pedroso (Avante) que confirmou sua candidatura e de sua filha Renata Pedroso na noite desta quarta-feira (16).

As campanhas estão liberadas oficialmente a partir do próximo dia 27.

Processo de cassação

Rogério Franco que saiu na frente não só no registro mas já primeira pesquisa de intenção de votos além da vantagem de ser o prefeito, não deve ter uma campanha tranquila. Isso porque ainda pesa sobre ele  e seu atual vice-prefeito Almir Rodrigues um processo  por suposto abuso de poder e conduta vedada em período eleitoral, ainda referente à campanha de 2016.

O julgamento já iniciou duas vezes e foi interrompido após dois pedidos de vistas de juízes do TRE.  No primeiro julgamento do recurso que ocorreu em meados de agosto, o relator  acatou o pedido de cassação do mandato do prefeito e do vice mas não retirou deles seus direitos políticos.  Na tarde desta quarta (6)  um novo juiz pediu vista ao processo e o julgamento foi mais uma vez interrompido. Saiba mais sobre o caso AQUI

 

 

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *