fbpx

Coronavírus: Cotia fica 2 dias sem mortes, mas números de infectados segue aumentando

A cidade de Cotia ficou dois dias sem registo de óbitos por complicações provocadas pela Covid-19. Ao menos de acordo com os boletins oficiais divulgados pela Secretaria de Saúde de Cotia.  O número de pessoas internadas também segue em regressão.

No sábado (6) o boletim informava 55 pessoas internadas e 70 óbitos. Já o boletim divulgado na segunda-feira (8), informava que 61 pessoas estavam internadas e 73 haviam morrido.  Desde então a cidade não registrou mais nenhuma morte.

O boletim divulgado na manhã desta quarta-feira (10) informava 47 pessoas internadas na rede pública e privada da cidade. Importante ressaltar que independentemente do local em que a pessoa esteja internada, a notificação é sempre para ao local de residência da pessoa.

Desde que os boletins começaram a ser divulgados, no final de fevereiro, cerca de 3,3 mil pessoas passaram por atendimento nas unidades de saúde da cidade, das quais 1726 foram descartadas para covid-19,  49 ainda aguardam confirmação e 667 se recuperaram da doença.

Em contrapartida, o número de pessoas que testaram positivo para doença segue em ascensão na cidade. Entre os dias 6 e 10 passou de 898 casos par 963, um aumento de aproximadamente quase dois pontos percentuais por dia.

Estado tem novo recorde  de óbitos

Enquanto isso, pelo segundo dia consecutivo, São Paulo apresentou mais um recorde em óbitos por covid-19 registrados em um único dia. Nas últimas 24 horas, o estado registrou 340 novos óbitos por coronavírus, chegando agora ao total de 9.862 óbitos por coronavírus desde o início da pandemia.

Apesar do novo recorde hoje (10), o Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo diz que o número está dentro do esperado.

Em todo o estado, já foram contabilizados 156.316 casos confirmados de coronavírus, com 29.616 curados (após receberem alta médica).

A ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) destinados ao tratamento de pessoas com coronavírus está hoje em 69,1% no estado e em 76,7% na Grande São Paulo. O estado tinha na quarta-feira 4.953 pacientes internados em UTIs e  8.123 internados em enfermarias.

Flexibilização permitirá abertura moderada do comércio na região

Na quarta-feira, a cidade de Cotia e outras 37 da região metropolitana de São Paulo, foram incluídas pelo governo de São Paulo, na tão esperada faixa laranja que permitirá a abertura de parte de comércio a partir de segunda-feira (15)

Embora, na cidade de Cotia há mais de um mês há relatos de que os comércios funcionando de forma irregular sem nenhuma fiscalização. Do mesmo modo que as ruas da região central estão constantemente lotadas de pessoas circulando à vontade e muitas em o uso de máscaras. A adesão ao isolamento nos últimos 15 dias não ultrapassou a faixa dos 53% conforme monitoramento do Governo do Estado. Na terça-feira (9) era de 46%.

De acordo com o governo do Estado a mudança de classificação permitindo a reabertura e alguns comércios e serviço se justifica porque a capacidade de atendimento hospitalar do estado aumentou.

Nas cidades na faixa laranja podem reabrir Shopping Center e galerias com horário limitado de 4 horas seguidas, capacidade limitada a 20%. Praças de alimentação estão proibidos nessa etapa. Comércio e serviços como escritórios e imobiliárias também podem funcionar com horário reduzido.

Vale ressaltar que para operarem todos deverão seguir os protocolos recomendados para evitar contágio.

O decreto que regulamentará a abertura dos comércios em Cotia deve ser publicado nesta quinta-feira (11) no site oficial da Prefeiura.

Mais respiradores

Também na quarta-feira, o prefeito Rogério Franco (PSD) anunciou que recebeu mais 10 respiradores do Governo do Estado. Com isso, a cidade passa a contar com 34 equipamentos. Das 47 pessoas internadas na cidade nesta quarta-feira, 24 estavam no hospital de campanha, conforme informou o secretário de Saúde, doutor Magno Sauter, “são pacientes em estágio moderado a grave”. O hospital possui 50 vagas e desde que entrou em operação ainda não completou todos os leitos simultaneamente mas segundo informações da prefeitura cerca de 300 pessoas já passaram pela unidade.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *