fbpx

Câncer de próstata mata 14 mil homens por ano no Brasil

O câncer de próstata, na maioria dos casos, cresce lentamente, não causa sintomas e, no início, pode ser tratado com bastante eficácia. Em outros casos, no entanto, pode crescer rapidamente, espalhar-se para outros órgãos e causar a morte. Ação da Secretaria de Saúde de Cotia realizou mais de 600 atendimentos 

O câncer de próstata é a segunda principal causa de morte de pessoas do sexo masculino no Brasil  – cerca de 14 mil óbitos por ano. Os dados, do Instituto Nacional de Câncer (Inca), servem de alerta para que os homens não deixem a saúde de lado. Apesar do alto índice da doença, o levantamento mostra que metade dos brasileiros nunca foram a um urologista.

“Infelizmente ainda há muito bloqueio por parte do público masculino em relação ao exame do toque retal. Felizmente, isso tem melhorado um pouco ao longo dos anos. Associado a esse tabu, de ser um exame um pouco mais evasivo, de mexer com a parte da sexualidade masculina, o homem acaba ficando com um pouco mais de receio de ir ao médico”, ressalta Felipe Costa, médico urologista do Hospital do Homem, na capital paulista.

O câncer de próstata, assim como a pressão alta e o diabetes, é silencioso. De acordo com o médico, a única forma segura de se precaver em relação à doença é a consulta clínica. Homens a partir dos 50 anos devem realizar o exame anualmente.

“Há grupos com fator de risco maior para o câncer de próstata: são os negros e aqueles indivíduos que têm história na família com câncer de próstata abaixo dos 60 anos. Para essas pessoas, a partir dos 40 ou 45 anos, eles já devem ter um acompanhamento direcionado para diagnosticar a doença”, ressalta o médico.

Doença lenta

O câncer de próstata, na maioria dos casos, cresce lentamente, não causa sintomas e, no início, pode ser tratado com bastante eficácia. Em outros casos, no entanto, pode crescer rapidamente, espalhar-se para outros órgãos e causar a morte.

“O exame é extremamente rápido, é feito com anestésico local, de uma forma que provoque menos incômodo para a pessoa. Ainda hoje é uma das formas mais seguras e eficientes que a gente tem para poder diagnosticar o câncer de próstata na forma mais inicial”, destaca o médico.

Além do exame preventivo, os médicos recomendam que sejam evitados outros fatores, já conhecidos facilitadores da doença, como alimentação pobre em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais; sedentarismo, consumo de álcool e tabaco.

Segundo o Ministério da Saúde, estimativas apontam que ocorreram 68.220 novos casos da doença em 2018. Esse número corresponde a um risco estimado de 66,12 casos novos a cada 100 mil homens.

A próstata é uma glândula presente apenas nos homens, localizada na frente do reto, abaixo da bexiga, envolvendo a parte superior da uretra (canal por onde passa a urina). A próstata não é responsável pela ereção nem pelo orgasmo. Sua função é produzir um líquido que compõe parte do sêmen, que nutre e protege os espermatozoides. Em homens jovens, a próstata possui o tamanho de uma ameixa, mas seu tamanho aumenta com o avançar da idade.

Mais de 600 atendimentos em Cotia

Em Cotia, a Secretaria de Saúde, abriu três Unidades Básicas de Saúde, no último dia 9 para uma ação especial voltada para a saúde do homem em alusão ao Movimento Novembro Azul, que alerta sobre a importância dos exames preventivos e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. Foram realizados 623 procedimentos nas UBS’s Caucaia do Alto, Atalaia e Portão.

Equipes da Secretaria de Saúde prepararam uma programação que contou com palestras, esclarecimento de dúvidas e diversos procedimentos. Segundo a Saúde, foram realizados 100 exames de ultrassom de próstata, 109 consultas, 102 testes rápidos de HIV, 102 testes rápidos de Sífilis, 70 solicitações de exames PSA, 59 vacinações e 81 testes de acuidade visual.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Cotia, a rede de tratamento de oncologia, por ser de alta complexidade, é organizada de forma regionalizada e os casos detectados são encaminhados para Unidades de Referência da Secretaria de Estado da Saúde. “Fazemos um balanço positivo da ação voltada para saúde do homem e esperamos fortalecer ainda mais as ações preventivas”, disse Magno Sauter, titular da Saúde.

Pela rede municipal é ofertado atendimento que possibilita a detecção precoce da doença, estratégia para encontrar o tumor em fase inicial e, assim, possibilitar melhor chance de tratamento como exames clínicos, laboratoriais e radiológicos. Além de consultas com médicos clínicos, o município oferta consulta especializada com urologista, exame de ultrassonografia e dosagem do PSA (antígeno prostático específico).

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *